UQAM

Suivre les négociations dans les Amériques, étudier les formes nouvelles que prend
l’intégration, servir de carrefour de recherche et participer au débat public.

O observatório

Missão do Observatório

O Observatório tem como mandato acompanhar as negociações nas Américas, estudar a dinâmica da integração, servir como núcleo de pesquisa e participar do debate público. Ele está associado às unidades que constituem o CEIM e em contato direto com os pesquisadores, centros e orgãos que têm missões comparáveis e mandatos similares. Para cumprir sua missão, o Observatório estabelecerá relações com ONGs e outros grupos da sociedade engajados no processo de integração em curso nas Américas, assim como com o meio dos negócios.

O Observatório tem como missão:

- O Estudo e o acompanhamento (1) dos acordos regionais e bilaterais concluídos e em negociação nas Américas; (2) da conjuntura econômica e política das Américas; (3) das questões relativas à globalização; (4) das questões de cooperação nas Américas, em particular, o papel da OEA e o de outras instituições regionais (BID, CEPAL, etc.) no contexto da integração continental; (5) das questões relativas aos direitos humanos e dos povos, incluindo os direitos econômicos e sociais, os direitos das populações vulneráveis, os direitos ao desenvolvimento e as questões aferentes à circulação das pessoas e à Carta democrática; (6) das questões relativas ao desenvolvimento do pluralismo jurídico inerente à integração social, econômica e política no hemisfério ocidental.

- O estudo e o acompanhamento da integração nas Américas, da governança e da divisão dos poderes em sistemas federativos sob a ótica do Québec e do Canada.

- O estudo e o acompanhamento das negociações objetivando a criação de uma área de livre comércio nas Américas, assim como das negociações na esfera do reconhecimento do direito à democracia, dos direitos humanos e do desenvolvimento sustentável.

- A organização de mesas-redondas, conferências, colóquios, debates e sessões de formação sobre a integração e as negociações nas Américas.

- A disponibilização ao público de informações sobre a integração e a liberalização dos mercados nas Américas.

- A associação com outras universidades, grupos de pesquisa e observatórios trabalhando sobre a integração e a liberalização de mercados nas Américas.

- A publicação de documentos, dossiês, relatórios e estudos sobre a integração das Américas.

- O acolhimento de pesquisadores estrangeiros.

- A integração e a formação de jovens pesquisadores às atividades do Observatório.